O ser humano é composto por várias dimensões, que se complementam entre si com o objectivo de melhorar o seu funcionamento diário e o bem-estar.

Para conseguir tirar proveito de cada uma delas, é preciso conhecê-las, saber a sua importância e perceber como é que cada uma pode ser trabalhada.

Quer conhecer mais sobre as 4 Dimensões do ser humano? Descubra tudo neste artigo de blog!

Quais são as dimensões essenciais do ser humano?

Dependendo do autor ou investigador, o ser humano é composto por um número de dimensões diferentes, mas neste artigo vamos abordar as 4 principais:

  1. Dimensão Física;
  2. Dimensão Mental ou cognitiva;
  3. Dimensão Emocional;
  4. Dimensão Espiritual.

Cada uma destas dimensões tem associada uma inteligência.

Por sua vez, estas inteligências são compostas por conjuntos de habilidades ou competências, que podem ser medidas, desenvolvidas por todos e que servem para resolver um determinado problema.

Como posso trabalhar a minha dimensão física?

A dimensão física está directamente ligada ao nosso corpo, ao nosso bem-estar físico e à saúde, por isso, desenvolver hábitos saudáveis é essencial para desenvolver esta Inteligência.

Mas, para além dos efeitos físicos, trabalhar esta dimensão ajuda-nos a melhorar a nossa auto-estima, coordenação e performance no dia a dia.

 

Mulher a fazer Yoga

Imagem: Mulher a fazer Yoga. Fonte: Emily Sea no Unsplash

Para trabalhar esta dimensão comece por dar mais atenção à sua nutrição e hidratação. Compreenda que tipo de alimentação funciona melhor para si, quais os alimentos que fazem com que se sinta bem e quais os que têm mais benefícios para o seu corpo.

Além disso, combinar a boa alimentação com exercício físico regular é indispensável para desenvolver esta dimensão, por isso, assegure-se que trabalha as seguintes áreas:

  • Resistência;
  • Flexibilidade;
  • Força;
  • Coordenação.

Tome também consciência do seu corpo. Por exemplo, quando estiver a comer, aperceba-se das sensações e sabores que sente enquanto mastiga. Como reage todo o seu corpo aos alimentos que mastiga.

O que é a dimensão mental ou cognitiva?

A dimensão mental ou cognitiva diz respeito ao nosso raciocínio e pensamentos. São diferentes matérias que podem ser aprendidas e competências que podem ser desenvolvidas, como o cálculo lógico-abstracto, linguístico-verbal entre muitas outras.

Durante muito tempo considerou-se que esta inteligência, tão essencial para o nosso dia a dia, era a única. Hoje em dia, ainda se considera que uma pessoa é muito inteligente quando tem esta inteligência bem desenvolvida.

 

Criança a estudar

Imagem: Criança a estudar. Fonte: Annie Spratt no Unsplash

Ao longo do tempo, tornámos-nos consumidores acríticos de informação, mantendo-nos agarrados aos ecrãs das televisões e outros dispositivos, para ver episódios de séries ou telenovelas, uns atrás dos outros.

Inconscientemente estes hábitos de não reflectirmos criticamente sobre a informação que consumimos acabam com a nossa liberdade e tiram-nos tempo precioso que poderíamos dedicar a aprender sobre novas temáticas.

Posto isto, uma ótima forma de trabalhar esta inteligência é desligar-se dos ecrãs de sua casa e pegar num bom livro, ou então, sempre que ler uma notícia, perguntar-se o quanto existe de factos e qual a quantidade de informação que é apenas a opinião ou visão dos autores da notícia.

Dica: Se não tem o hábito de leitura, escolha um livro com conteúdo do seu interesse e force-se a começar a ler. Com o tempo, esta tarefa vai tornar-se um hábito que vai fazer sentir-se bem e vai ajudar a relaxar ao final do dia.

Como posso desenvolver a Inteligência Emocional?

Certamente já ouviu falar de Inteligência Emocional.

Esta dimensão diz respeito à consciência e gestão das nossas emoções, bem como das emoções dos outros, para conseguirmos avaliar as situações de uma forma mais consciente e tomar as decisões mais adequadas.

 

Pessoa a escrever

Imagem: Pessoa a escrever. Fonte: Ana Tavares no Unsplash

Para trabalhar esta dimensão podemos tomar consciência das emoções que sentimos ao longo do dia, perante determinadas situações.

Por isso, pode recorrer a um papel e caneta e vá anotando ao longo do dia que emoções é que foi sentindo e reflicta sobre o porquê dessa emoção ter emergido.

Com este exercício vai conseguir desenvolver a sua Inteligência Emocional e compreender melhor como funcionam as suas emoções.

Em que consiste a dimensão Espiritual?

Por fim, vamos falar um pouco sobre a dimensão ou Inteligência Espiritual.

Embora algumas pessoas tenham uma rejeição inicial a esta dimensão, talvez por se confundir com religião, todas as pessoas têm uma dimensão espiritual.

Todas as pessoas têm um corpo (dimensão física), têm pensamentos (dimensão mental ou cognitiva) e sentem emoções (dimensão emocional), mas há algo mais que faz parte delas que está fora destas três dimensões.

De alguma forma, todas as pessoas procuram um sentido último para as suas vidas, todas as pessoas têm valores em que baseiam as suas acções e decisões. Provavelmente já tivemos momentos em que sentimos como que se o tempo tivesse parado e que a nossa fronteira do Eu se tornou mais fina e aquilo que normalmente chamamos de Eu, abrangendo mais do que simplesmente o nosso corpo.

A Inteligência Espiritual é a união destes dois conceitos: Inteligência e Espiritualidade.

Yosi Amram define a Inteligência Espiritual como a capacidade de aplicar, manifestar e incorporar recursos espirituais, valores e qualidades para melhorar o funcionamento diário e o bem-estar.

 

Pessoa no meio das montanhas

Imagem: Pessoa no meio das montanhas. Fonte: David Marcu no Unsplash

Esta Inteligência é composta por vinte e duas competências que podem ser aprendidas e desenvolvidas por todos e que estão agrupadas em 5 grandes categorias:

  1. Consciência;
  2. Graça;
  3. Sentido;
  4. Transcendência;
  5. Verdade.

Nestas vinte e duas competências podemos encontrar, por exemplo, a consciência do propósito de vida, a atenção, a intuição, a intenção, o discernimento, a gratidão, a consciência do ego e do Eu-Superior, a alegria, a beleza, a equanimidade, entre muitas outras.

Para trabalhar esta Inteligência é preciso aprender sobre as suas competências, perceber como pode trabalhá-las e treinar no dia a dia para aperfeiçoar a sua aplicação.

Se quer desenvolver a sua Inteligência Espiritual conheça a nossa formação!

Preparámos um programa completo composto por diferentes conceitos da Inteligência Espiritual, exercícios práticos, desafios e algumas surpresas para que possa aprender mais sobre as suas competências e seja capaz de desenhar um plano de desenvolvimento pessoal adequado.

Queremos ajudar a aumentar o seu bem-estar e contribuir para a melhorar a sua performance no dia a dia.

Em suma, estas Inteligências são independentes entre si, pelo que podem ser desenvolvidas de forma separada, no entanto, o desenvolvimento de uma delas ajuda e acelera o desenvolvimento das outras.

Se quiser saber mais sobre Inteligência Espiritual, acompanhe a nossa série no canal de YouTube FULL FILL TV

Artigo originalmente publicado em 9 de Agosto de 2019.