Já ouviu falar de Inteligência Emocional?

E quando ouve falar de Inteligência Emocional e Inteligência Espiritual, pensa que são semelhantes ou acha que não têm relação entre si?

A verdade é que apesar de estes serem dois conceitos distintos, estas são duas inteligências que se complementam.

Mulher a sorrir

Imagem: Mulher a sorrir. Fonte: Renee Fisher no Unsplash

O que é a Inteligência Emocional?

A Inteligência Emocional foi popularizada por Daniel Goleman e consiste na capacidade de conhecer e gerir as nossas emoções, as dos outros, criarmos empatia e motivação.

O grande objectivo de desenvolver esta Inteligência é identificarmos as emoções que estamos a sentir em determinado momento, justificá-las e ponderar o nosso comportamento de uma forma consciente e livre de Ego.

Mulher a sorrir no campo

Imagem: Mulher a sorrir no campo. Fonte: Franciele Cunha no Unsplash

Todas as emoções que sentimos são muito importantes e dão-nos muita informação!

São capazes de revelar sinais do que se pode estar a passar interiormente e ter consciência disto, ajuda-nos a tomar decisões mais ponderadas e assertivas.

Mas afinal qual é o papel da Inteligência Emocional na Inteligência Espiritual?

Apesar de ser possível desenvolver uma sem desenvolver a outra, a Inteligência Emocional tem um papel muito importante no desenvolvimento da Inteligência Espiritual porque trabalha algumas das suas competências.

Se quer conhecer melhor a relação entre estas duas inteligências, assista ao 2º episódio da nossa série de Inteligência Espiritual.

Com este vídeo vai compreender melhor a relação entre estas duas Inteligências e descobrir as competências da Inteligência Espiritual que a Inteligência Emocional ajuda a desenvolver.

Veja o vídeo!

Vídeo: O papel da Inteligência Emocional na Inteligência Espiritual. Fonte: FULL FILL TV

Quer começar a desenvolver a Inteligência Emocional?

Aceite o desafio proposto no vídeo e comece a dar mais atenção às suas emoções!

Identifique-as e reflicta sobre a razão de estar a sentir essa mesma emoção e que tipo de experiências anteriores ou traumas podem estar associados e fizeram activar essa emoção na situação em causa.

Faça este exercício ao longo do dia, todos os dias e comece a ganhar consciência das suas emoções e que tipo de emoções são despertadas em determinadas situações.

Lembre-se: Não bloqueie a emoção sinta-a, observe-a e saboreie-a! As emoções dão-nos informações muito importantes que não devemos ignorar!

Mulher com um lenço ao vento

Imagem: Mulher com um lenço ao vento. Fonte: Aditya Saxena no Pixabay

 

Agora já sabe, quando conseguimos desenvolver a Inteligência Emocional, conseguimos ter um maior controlo sobre os nossos estados de emoções, atitudes e comportamentos, contribuindo directamente para o desenvolvimento da Inteligência Espiritual.

Por isso, aceite o nosso desafio, dê atenção às suas emoções todos os dias e reflicta sobre elas!